A guerra biológica

 

 

Quando os europeus chegaram no território brasileiro, eles trouxeram várias doenças que eram desconhecidas da população local. E, como os indígenas tinham defesas biológicas para outras doenças, gripes e mesmo simples resfriados causaram muitas mortes.

Essa verdadeira guerra biológica travada entre os microrganismos infecciosos dos colonizadores e o sistema imunológico dos nativos reduziu a população local e diminuiu sua expectativa de vida, tornando a exploração da mão de obra indígena menos lucrativa, já que a morte precoce de um escravo exigia a compra de outro para substituí-lo.  

Com isso, os europeus começaram a pensar em outras opções. Algumas décadas depois da chegada ao Brasil, os portugueses já haviam acumulado riquezas que permitiriam a compra de escravos africanos. Essa opção foi considerada melhor, porque os negros tinham mais resistência biológica, possivelmente por estarem em contato com a população europeia há mais tempo.

 

 

 

Página inicial