Blog

Distribuição de renda é utopia? Edição 14

Talvez você já tenha ouvido por aí que alguém da sua família perdeu o emprego ou teve o salário reduzido. Ou, vai ver, isso pode estar acontecendo até mesmo na sua casa. É que o Brasil já vinha enfrentando uma crise econômica e as coisas pioraram ainda mais com a pandemia da Covid-19.

O isolamento social interrompeu o funcionamento de grande parte das indústrias, comprometeu muitas atividades comerciais, além de ter prejudicado a distribuição de produtos. Para evitar a demissão de trabalhadores, o governo modificou a legislação para que, temporariamente, as empresas possam fazer uma coisa que normalmente as leis trabalhistas brasileiras não autorizam: reduzir o salário dos funcionários.

Depois de muita pressão da sociedade, o governo federal decidiu também pagar um auxílio emergencial para todos os brasileiros que estivessem em situação de vulnerabilidade econômica. Essa medida reduziu muito o número de pessoas vivendo em extrema pobreza e, por isso, especialistas voltaram a discutir uma ideia que já foi considerada utopia, um sonho impossível de se realizar: o pagamento de um pequeno valor para todos os brasileiros, a chamada renda básica universal.

Se distribuir renda diminui a pobreza, por que não continuar a fazer isso quando a pandemia acabar?

Quer ficar por dentro desse debate? Segue o fio…

Como assim, crise econômica?

O que é o Auxílio Emergencial?

Um pouco para todo mundo: a renda básica universal

A renda básica das crianças

Pergunte: com Fernanda Cimini e Débora Freire

 

Os sonhos na quarentena. Edição 13 (2020)

Talvez você já tenha visto por aí hashtags como #pandemicdreams ou #sonhospandêmicos, que reúnem sonhos que as pessoas estão tendo na quarentena. Um homem, por exemplo, contou em suas redes sociais que no seu sonho passeava pela neve, quando encontrou um pato para quem perguntou: “Se eu fosse seu filhote, você cuidaria de mim?” O pato respondeu que sim. 

Pesquisadores da área da Psicologia, como a professora de Harvard Deirdre Barrett, também têm coletado sonhos desse período. Barrett já recebeu mais de 8.000 relatos  de várias regiões do mundo, como o de uma argentina que sonhou que a humanidade tinha decidido morar na Lua para escapar da pandemia. No sonho, ela teria partido com algumas amigas a bordo de um foguete da SpaceX, quando se deu conta de que outras pessoas tinham ficado para trás. Por isso, elas voltaram à Terra e só decolaram novamente quando a mãe da sonhadora embarcou no Apollo 11, o foguete responsável pelo primeiro voo do homem à Lua, lá na década de 1960. Em outro relato coletado por Barrett, um homem inglês sonhou estar sendo atacado por romulanos da saga Star Trek, aqueles alienígenas oportunistas que têm como marca as inconfundíveis orelhas pontudas. 

Cheios de imagens os sonhos são uma espécie de filme que a gente projeta pra gente mesmo. Estudos têm mostrado que, durante a quarentena, temos sonhado mais e que nossos sonhos estão mais nítidos. Por que será que isto está acontecendo?

Quer entrar nesse universo onírico com a gente? Segue o fio…

O que são sonhos?

Por que estamos sonhando mais?

Sonhos em tempos difíceis

Faça uma nuvem de palavras

O nome do medo 

Crianças contam um sonho a Rivane Neuenschwander

Para saber mais

Escuta essa – Let it be