A declaração da ministra Damares. Nº 2 (2019)

A pastora evangélica Damares Alves, ministra do governo que tomou posse no início deste ano, andou dizendo algumas coisas que causaram polêmica e agitaram as redes sociais. Ela afirmou que o Brasil chegou a uma nova era, em que meninas vestem rosa e meninos vestem azul.

Damares é responsável pelo Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, criado por Bolsonaro para substituir o Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos, criado pela ex-presidenta Dilma Rousseff.

Após receber muitas críticas da imprensa brasileira e também da mídia internacional, Damares afirmou que sua frase deveria ser interpretada como uma metáfora. Uma metáfora é uma forma de dizer alguma coisa usando uma imagem que possui alguma característica semelhante. Por exemplo: Hoje a cidade está um forno! É claro que a cidade não se transformou em um eletrodoméstico, mas a imagem do forno evoca bem a ideia de calor.

Há um problema no fato de Damares afirmar que sua declaração é uma metáfora, porque a associação da cor azul a objetos de menino e do rosa a objetos de menina não é uma mera imagem, mas uma realidade que, aliás, não tem nada de nova. Você já parou pra pensar sobre por que essas cores são atribuídas ao sexo masculino ou ao sexo feminino?

 

 

Por que existem cores de menino e de menina?

Mas o que é gênero?

Mudanças no mercado de produtos para crianças

O que pensa quem é contra a chamada ideologia de gênero?

Crianças comentam a declaração da ministra Damares Alves