Como aconteceu a Proclamação da República? – Nº. 8 (2018)

Amanhã é feriado, como você já deve estar sabendo. E hoje, que é quarta-feira, fica parecendo sexta-feira, o que não é nada mal…

Se você perguntar por aí por que dia 15 de novembro é feriado, vai descobrir que nesse dia o Brasil relembra a Proclamação da República, um fato político importante que aconteceu no ano de 1889.

A Proclamação da República foi o evento que fez com que o Brasil deixasse de ser uma monarquia, governada pelo imperador Dom Pedro II, e passasse a ser uma república, governada por um presidente militar, o Marechal Deodoro.

Foi mais ou menos assim: Os militares tinham vencido a guerra do Brasil contra o Paraguai e voltaram para cá com a notícia de que éramos o único país da América que ainda era uma monarquia. Além disso, esses militares se sentiram desvalorizados depois da guerra e estavam bastante insatisfeitos com a situação.

Outros setores da sociedade também estavam chateados com o imperador. Os grandes proprietários, que lucravam com o trabalho escravo, estavam aborrecidos porque a Princesa Isabel, filha de Dom Pedro II, tinha criado uma lei que acabava com a escravidão, a Lei Áurea. A Igreja, por sua vez, achava que o imperador estava metendo o nariz onde não era chamado, já que Dom Pedro II não concordou com uma norma do Papa Pio IX, que era o papa daquele tempo.

E foi então que esses grupos de ricos e poderosos se uniram pelo fim da Monarquia. O militar escolhido para proclamar a República foi Marechal Deodoro da Fonseca, que se tornou também o primeiro presidente do Brasil.

Dois dias depois, no dia 17 de novembro, Dom Pedro II e sua família foram obrigados a deixar o Brasil ainda de madrugada.

 

 

 

Nesta edição, vamos explicar direitinho esse momento da história do Brasil e o que ele pode nos ensinar sobre os dias de hoje. Vem com a gente?

O que significa proclamar?

O que é republicanismo?

Como as ideias republicanas chegaram ao Brasil?

Como anda a palavra república hoje em dia?

Pergunte a quem entende, com o professor Adriano Freixo.