Plantão da Manga: Por que o dia 31 de março é importante?

Desenho inspirado na foto histórica de Guinaldo Nicolaevsky, de 1979, registro do momento no qual a menina Rachel Clemens, de 7 anos, se recusa a cumprimentar o então presidente João Figueiredo.

O dia 31 de março é muito importante na História do Brasil, porque os historiadores consideram que nesta data teve início a ditadura militar brasileira.

Aconteceu assim: Em 1961, o Brasil era presidido por Jânio Quadros. Ainda no primeiro ano de seu mandato, Jânio Quadros renunciou, ou seja, desistiu de ser presidente e quem o substituiu foi o seu vice-presidente, João GoulartJango, como era chamado, era um político de esquerda, ou seja, achava que o mais importante para o Brasil eram as políticas de igualdade social, como por exemplo, permitir o direito de voto também aos analfabetos e melhorar a distribuição de terras (reforma agrária).

Acontece que os militares, e uma parte da sociedade que não concordava com essas políticas, começaram a defender que João Goulart tinha ideias comunistas que colocavam a sociedade em grande perigo. E, com essa justificativa, os militares tomaram o poder sem eleição e instauraram uma ditadura.

Os anos que se seguiram foram tristes para o Brasil. Pensar diferente passou a ser crime:  universidades e jornais passaram a ser vigiados e artistas foram censurados. Alguns brasileiros chegaram a ser exilados, ou seja, obrigados a deixar o Brasil.

Os brasileiros que aqui ficaram não puderam mais votar para presidente da República. O Congresso, onde trabalham deputados e senadores eleitos pelo povo, chegou a ser fechado.

Pessoas foram presas sem que suas famílias soubessem para qual delegacia elas seriam levadas, o que tornou impossível chamar um advogado. Homens e mulheres sofreram torturas e muitos foram mortos.

 

A ditadura brasileira durou mais de 20 anos e muitas dessas histórias ainda estão sendo investigadas.

Por tudo isso, o dia 31 de março não deve ser comemorado, mas lembrado como um capítulo da nossa história que a gente não quer reviver. 

 

 

Se você quer entender melhor o que é ser de direita ou de esquerda, não deixe de ler essa edição.

Se preferir saber mais sobre censura, você também pode ler essa outra.